terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Inadimplência do consumidor, endividamento e comprometimento de renda elevados

A saúde financeira da população muitas vezes pode ser "elástica", mas não infinita, conforme falei no meu artigo Credito farto, saude financeira em risco , o futuro da politica de crédito do governo poderia criar problemas futuros para a população, com o crescimento da inadimplência do consumidor.

Não deu outra, a inadimplência cresceu 15,0% em 2012, na comparação com 2011, conforme revela o Indicador Serasa Experian de Inadimplência do Consumidor. Na comparação entre dezembro de 2012 e igual mês de 2011, o levantamento apontou uma elevação de 14,2% na inadimplência das pessoas físicas. Já na relação entre dezembro e novembro último, houve um recuo de 1,5%.

Os economistas da Serasa Experian apontam que a inadimplência do consumidor teve expansão de 15,0% em 2012 ante 2011 em decorrência do forte endividamento do consumidor, crescente desde 2010, definindo um alto comprometimento de renda, (média de 22,1% no período de janeiro a outubro de 2012, de acordo com levantamento do Banco Central do Brasil ) que dificultou o pagamento em dia dos compromissos financeiros assumidos.

Então, não dá para simplesmente gastar, sem ter condições depois para honrar seus compromissos. Quer fazer gastos mais equilibrados? Dá uma visitada no blog do Prof. Marcos Silvestre, O PLANO DA VIRADA 

Fontes: Ecofinanças  e Administradores.com 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar, volte sempre!!!

Autor

Sobre
Adm. de Empresas, Gaúcho, Parlamentarista e defensor do Voto Distrital Puro. , Saiba mais