Compras, alivio e fugas

Lembro que quando escrevi o artigo Inadimplência do consumidor, endividamento e comprometimento de renda elevados relatei : " A sa...

Lembro que quando escrevi o artigo Inadimplência do consumidor, endividamento e comprometimento de renda elevados relatei : "A saúde financeira da população muitas vezes pode ser "elástica", mas não infinita, conforme falei no meu artigo Credito farto, saude financeira em risco , o futuro da politica de crédito do governo poderia criar problemas futuros para a população, com o crescimento da inadimplência do consumidor."

Em interessante entrevista na revista Mente & Cerebro, o sociólogo polonês Zigmunt Bauman, professor emérito das universidades de Leeds e Varsóvia, dá um novo viés:  "..Lojas vendem alívio de curto prazo, substitutos das satisfações que buscamos e precisamos, como viagens que oferecem fuga e descanso momentâneo… No entanto, por mais que nos aventuremos pelo mundo das compras ou façamos viagens exóticas, aquilo que procuramos continuará ausente.."

A conclusão que tiro é que, quando não temos nosso objeto de consumo satisfeito, compramos ou nos endividamos com fugas para o mundo das compras e, assim preenchemos nosso vazio com produtos que não precisamos, mas consumimos em substituição. 

Em certo casos juntamos a substituição com a compulsão por compras, e lá se vai nossa saúde financeira. 

É caso para refletir e analisar, recomenda a leitura integral da entrevista do sociologo no link acima.

Você pode gostar também de:

0 comentários

Obrigado por comentar, volte sempre!!!

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

Compras, alivio e fugas

Lembro que quando escrevi o artigo Inadimplência do consumidor, endividamento e comprometimento de renda elevados relatei : "A saúde financeira da população muitas vezes pode ser "elástica", mas não infinita, conforme falei no meu artigo Credito farto, saude financeira em risco , o futuro da politica de crédito do governo poderia criar problemas futuros para a população, com o crescimento da inadimplência do consumidor."

Em interessante entrevista na revista Mente & Cerebro, o sociólogo polonês Zigmunt Bauman, professor emérito das universidades de Leeds e Varsóvia, dá um novo viés:  "..Lojas vendem alívio de curto prazo, substitutos das satisfações que buscamos e precisamos, como viagens que oferecem fuga e descanso momentâneo… No entanto, por mais que nos aventuremos pelo mundo das compras ou façamos viagens exóticas, aquilo que procuramos continuará ausente.."

A conclusão que tiro é que, quando não temos nosso objeto de consumo satisfeito, compramos ou nos endividamos com fugas para o mundo das compras e, assim preenchemos nosso vazio com produtos que não precisamos, mas consumimos em substituição. 

Em certo casos juntamos a substituição com a compulsão por compras, e lá se vai nossa saúde financeira. 

É caso para refletir e analisar, recomenda a leitura integral da entrevista do sociologo no link acima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar, volte sempre!!!

Flickr Images

Uêba - Os Melhores Links