domingo, 18 de junho de 2017

Quem precisa de Temer?



mesmo com instabilidade politica“A resiliência da economia brasileira ao choque da nova crise política é admirável”.

Foi o que disse ao Estadão o economista Carlos Langoni, ex-presidente do Banco Central e diretor do Centro de Economia Mundial, ligado à FGV do Rio.

Como lembra a matéria de José Fucs, porém, a relativa tranquilidade da economia se deve à credibilidade da atual equipe econômica e à percepção de que, mesmo se Michel Temer deixar o cargo, ela será mantida, assim como a agenda de reformas.

Para Langoni, “qualquer que seja o desfecho da crise política, a estratégia econômica vai continuar. Ela poderá até sofrer desvios, ajustes de timing, mas sua direção não deverá mudar. A não ser que aconteça um novo tsunami político, uma recaída populista ou uma nova aventura heterodoxa”.

A recaída populista com um pacote de supostas "bondades" foi aventada nos últimos dias pelo próprio governo acuado pelas investigações, mas a lembrança do desastre de Dilma Rousseff neste sentido ainda é um fator inibidor.

Como disse o economista Marcos Lisboa, presidente do Insper e ex-secretário de Política Econômica do governo Lula:

“As medidas oportunistas para estimular a economia produziram resultados desastrosos, que levaram à imensa crise da qual estamos tentando sair”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar, volte sempre!!!

Autor

Sobre
Adm. de Empresas, Gaúcho, Parlamentarista e defensor do Voto Distrital Puro. , Saiba mais