O limite da burrice

Jorge Gerdau
Isoladamente, esta frase que deu o nome do artigo não diz nada, porém quando amplia-se o emissor, os contornos da mensagem: "Quando a burrice, ou a loucura, ou a irresponsabilidade vai muito longe, de repente, sai um saneamento. Nós provavelmente estamos no limite desse período".

A frase é de Jorge Gerdau Jonhapeter (foto ao lado) em uma entrevista concedida a dois competentes jornalistas da Folha de São Paulo.

Os autores da entrevista histórica são os jornalistas Fernando Rodrigues, Folha, e Armando Pereira Filho, Uol. Eis o trecho de introdução:

O empresário Jorge Gerdau acha que o Brasil precisa "trabalhar com meia dúzia de ministérios ou coisa desse tipo" e não com as 39 pastas existentes na administração da presidente Dilma Rousseff.Esse inchaço se dá por contingências políticas, mas "tudo tem o seu limite", diz o presidente da Câmara de Políticas de Gestão da Presidência da República. 
 
A entrevista foi ao Poder e Política, projeto da Folha e do UOL. Precisa dizer o que depois que um dos maiores empresários do Brasil mostra que estamos longe da qualidade do serviço público, em compensação a arrecadação dos impostos vai bem obrigado!!
 

Comentários