Três desejos para 2015

Estamos às portas do ano de 2015, e este ano velho já deu o que tinha que dar, então é irresistível escrever sobre os desejos para este novo ano, vamos contar uma historinha antes.


Existe uma fábula árabe sobre o "Gênio da Lâmpada Maravilhosa", que concedia a quem a detivesse a realização de três desejos. A história que tem inúmeras versões, em uma delas de adaptação chinesa, conta que o gênio não era tão bom como aquele visto no filme da Disney, mas um espírito que com astúcia e más intenções, distorcia as palavras para que os desejos não saíssem exatamente conforme as pessoas esperavam. E assim, todo pedido ao final acabava virando um grande tormento para quem o desejava.

Esta história contada desse jeito, tem por objetivo mostrar que nem tudo é tão fácil quanto parece, portanto é preciso ter cuidado com aquilo que se deseja e mais ainda, vigiar também a ambição que cega e toma conta dos pensamentos quando surgem oportunidades que parecem ser “um negócio da China”, não permitindo que se pense racionalmente sobre o assunto.

Assim também acontece com aquilo que desejamos. Volto a dizer, desejar apenas não basta é preciso fazer acontecer. De nada adianta querer dinheiro, sucesso e prosperidade se você não toma atitudes para que isso aconteça.

Pouco resolve ter esperanças de um bom ano, se você não fez nada para que o ano realmente começasse bem, desse jeito, o máximo que se consegue é uma tremenda frustração por não realizar aquilo que foi almejado e é por isso que muita gente acaba se sentindo um fracasso por não conseguir cumprir as tais listas de metas anuais, pura e simplesmente por falta de atitude.

Não estou aqui para condenar o sucesso e nem dizer que não se deve querer prosperidade e dinheiro, muito pelo contrário! Acredito que tudo isso é o objetivo final, como o grande prêmio por merecimento de algo que foi construído passo a passo, mas para que isso aconteça é preciso saber que antes do sucesso vem o trabalho acompanhado de planejamento, estratégia e ações efetivas.

Por isso acredito que o que devemos realmente desejar para o próximo ano é discernimento, autopercepção e lucidez para saber em que fase do caminho se está e o que deve ser feito para tornar realidade aquilo que de fato desejamos – Sonhar é preciso, ter esperança de um ano melhor também, mas saiba que entre o fazer e o acontecer existe um caminho que precisa ser cuidadosamente trilhado pois bem sabemos, não existe almoço grátis e nem gênio da lâmpada mágica, ainda bem.


Comentários