B3 tem queda com impacto econômico do coronavírus - Adm & Cia

terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

B3 tem queda com impacto econômico do coronavírus

Bolsa de Valores Brasileira
A bolsa brasileira foi contaminada pelo cenário externo nesta terça-feira (18). O estopim foi o alerta da Apple que declarou que não alcançará suas metas de vendas no trimestre devido à epidemia do coronavírus. 

A companhia norte-americana afirmou ter dificuldades para se abastecer de iPhones, que são fabricados na China, e que a demanda por seus equipamentos caiu, pois suas lojas no gigante asiático seguem fechadas. Com isso, a B3 (foto) operava em baixa de 1%, aos 114.150 pontos, por volta de 12h55. 

O dólar também segue em trajetória de alta, voltando a bater R$ 4,35. Por volta de 12h30, a moeda norte-americana subia 0,4%, negociada a R$ 4,3486. Na máxima até o momento, chegou a R$ 4,3560. Na segunda-feira (17), o dólar fechou em alta de 0,6%, a R$ 4,3290, após ter encerrado a semana passada em queda. 

Na parcial de fevereiro, a moeda norte-americana tem valorização de 1%. No ano, já subiu 7,9%. Na quarta-feira passada (12), o dólar alcançou a cotação recorde de fechamento de R$ 4,3505. O Banco Central ofertará nesta terça-feira até 13 mil contratos de swap tradicional com vencimento em agosto, outubro e dezembro de 2020, para rolagem de contratos já existentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar, volte sempre!!!

terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

B3 tem queda com impacto econômico do coronavírus

Bolsa de Valores Brasileira
A bolsa brasileira foi contaminada pelo cenário externo nesta terça-feira (18). O estopim foi o alerta da Apple que declarou que não alcançará suas metas de vendas no trimestre devido à epidemia do coronavírus. 

A companhia norte-americana afirmou ter dificuldades para se abastecer de iPhones, que são fabricados na China, e que a demanda por seus equipamentos caiu, pois suas lojas no gigante asiático seguem fechadas. Com isso, a B3 (foto) operava em baixa de 1%, aos 114.150 pontos, por volta de 12h55. 

O dólar também segue em trajetória de alta, voltando a bater R$ 4,35. Por volta de 12h30, a moeda norte-americana subia 0,4%, negociada a R$ 4,3486. Na máxima até o momento, chegou a R$ 4,3560. Na segunda-feira (17), o dólar fechou em alta de 0,6%, a R$ 4,3290, após ter encerrado a semana passada em queda. 

Na parcial de fevereiro, a moeda norte-americana tem valorização de 1%. No ano, já subiu 7,9%. Na quarta-feira passada (12), o dólar alcançou a cotação recorde de fechamento de R$ 4,3505. O Banco Central ofertará nesta terça-feira até 13 mil contratos de swap tradicional com vencimento em agosto, outubro e dezembro de 2020, para rolagem de contratos já existentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar, volte sempre!!!