Motivação e liderança caminhos para vencer

Caminhos para vencer
Gansos em formação, líder a frente
Quando escrevi o meu artigo O que motiva você (ou motivará) em 2015 , falei que Motivação é a energia concentrada e direcionada para o alcance de suas metas. Por isso, sempre se renove com inspirações para manter as boas energias e o foco na concretização de seus anseios. Mesmo ao ler uma simples frase, você estimula seu pensamento positivo e se impulsiona a seguir em frente!

Mas que nos motivará ? o chefe ou líder? Trabalhei em várias empresas em que tinha um "chefe" e não um líder, e vejo que muitos ainda não conseguem diferenciar corretamente o que os distingue. Vamos ver então quais são as principais diferenças?
  • Chefes inspiram medo, líderes inspiram entusiasmo;
  • Chefes sabem como as coisas são feitas, líderes mostram como as coisas são feitas;
  • O chefe critica; o líder ensina;
  • O chefe demonstra orgulho, o líder demonstra humildade;
  • O chefe diz “eu”, o líder diz “nós”;
  • O chefe cobra que se chegue no horário, o líder chega antes de todos;
  • O chefe conduz pessoas, o líder as orienta;
  • O chefe usa autoridade, o líder usa empatia;
  • O chefe aponta culpados por um problema, o líder e sua equipe buscam resolver o problema;
  • O chefe ordena, o líder ouve e pede.
Ficou mais claro agora? O líder de uma equipe ou de uma empresa trabalha a motivação das pessoas, em diversas frentes e aspectos. Uma máxima que corre o meio corporativo e que ilustra muito bem essa situação é: “enquanto um chefe diz vá, um líder diz vamos lá?”. O líder, assim, se incorpora ao corpo da equipe, chamando para si os mesmos desafios e enfrentando as mesmas dificuldades dos colaboradores, deixando-os motivados e estimulados a desempenhar um trabalho de qualidade.

As grandes empresas (ou nem tão grandes assim) conseguem mais sucesso quando os seus líderes são a mola propulsora de novas idéias, pensamentos e atitudes. 

Estes mesmos líderes são visionários que nem sempre são entendidos, mas fazem a diferença, na mesmices em que nos encontramos no pensamento uniformizados e encarcerados. 

Também no meu artigo Criatividade e necessidade, falei que fica claro, então, que o famoso “pensar fora da caixa” não pode ser atingido por quem se limita a resolver problemas técnicos e tarefas do dia a dia.  O talento em desenvolver nova soluções para antigos problemas passa, necessariamente,  pela tão almejada criatividade que está e sempre estará ligada à utilização da intuição e dos sentimentos na solução de problemas. Afinal, são os indivíduos que constroem as empresas e o mundo.

Comentários